Todos os dias se ouvem milhões de sons e apenas alguns são notas musicais, geralmente, as notas musicais são criadas deliberadamente com um instrumento musical, mas podem ser produzidas em situações não musicais, quando se faz vibrar um vidro de um copo ou se toca a campainha de uma porta.

Sempre, e seja de que forma for que sejam produzidas, as notas musicais soam de forma diferente de quaisquer outros ruídos.

Qual é a diferença entre a nota musical e qualquer outro ruído?

Todas as pessoas que conhecemos terão algum tipo de resposta para esta pergunta, mas a maioria basear-se-á na ideia de que a nota musical soa… musical e os outros sons… não soam musicais.

A música afeta as nossas emoções e pode levantar-nos ou baixar-nos o moral. Um bom exemplo disto é a forma como as bandas sonoras nos dão pistas sobre como reagirmos à cena que estamos a ver; romance, humor e tensão são ampliados pela música que os acompanha.

Este elo entre a música e a emoção pode fazer-nos pensar que as próprias notas tem um conteúdo emocional e que são, de algum modo, sons misteriosos e mágicos.

Notas Musicais

As notas musicais são diferentes das ruídos não musicais porque cada nota é constituída por um padrão de ondulação que se repete uma e outra vez.
as notas musicais não precisam de ser feitas por instrumentos musicais, qualquer coisa que perturbe o ar de modo regular entre vinte e vinte mil vezes por segundo irá produzir uma nota.

Ruídos não Musicais

Ao crescermos, vamos ficando aptos para identificar e interpretar os ruídos (um vidro a partir-se, cortar lenha ou mesmo o som das pessoas e carros na rua). Se conseguíssemos ver a ondulação destes sons não musicais verificaríamos que são muito complicados e são o resultado de várias combinações de ondas sonoras sem um padrão definido.